Brasil

Temer vai congelar salários e limitar a R$ 5 mil teto para servidores públicos

Publicado dia 11/08/2017 às 07h42min
Temer alega que tem carreiras cujo salário inicial é de R$ 20 mil, o que carece maior investigação.

Dentre as medidas no pacote de maldades do ilegítimo Michel Temer (PMDB), que serão anunciada na segunda-feira (14), estão o congelamento de salários e teto inicial de R$ 5 mil para servidores públicos.

Segundo o Palácio do Planalto, o objetivo dos cortes é tapar o rombo no orçamento de R$ 160 bilhões, agravado com a operação de salvação de Temer na Câmara. Só para segurar a denúncia de corrupção passiva, o peemedebista torrou cerca de R$ 15 bilhões.
A conta da manutenção de Michel Temer, literalmente, será repassada ao funcionalismo público — escolhido como “bode expiatório” do modelo econômico adotado, que visa garantir a remuneração de especuladores e rentistas.

O Tinhoso afirma ainda que acabará com o auxílio reclusão e economizar R$ 9 bilhões com o congelamento dos salários entre 2018 e 2019.
Evidentemente, esse pacotaço de Michel Temer terá efeito cascata nos estados e municípios. Portanto, caríssimo leitor, o k-suco vai ferver em todo o pais…

Fonte: Redação com Agências