Brasil

CAÇA A LULA JÁ ENVOLVE ATÉ BUSCA POR DROGAS COM DENÚNCIA ANÔNIMA

Publicado dia 11/10/2017 às 04h11min
Não dá trégua a caçada judicial e midiática contra o ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto para retornar à Presidência nas eleições do próximo ano.

Não dá trégua a caçada judicial e midiática contra o ex-presidente Lula, que lidera as pesquisas  para retornar à presidência; a Polícia Civil de São Paulo fez nesta terça-feira, 10, uma operação de busca e apreensão na casa do filho ex-presidente Marcos Lula da Silva, que mora em Paulínia (SP, a partir de uma denúncia anônima sobre consumo de drogas, mas nada foi encontrado; presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, protestou contra a medida; "Chega a ser doentio"; "É um escândalo. Uma ação tabajara, porque o objetivo é explícito: perseguir a família inteira de Lula e transformar a vida de todo mundo em um verdadeiro inferno", emendou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

SP 247 - Não dá trégua a caçada judicial e midiática contra o ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto para retornar à Presidência nas eleições do próximo ano.

A Polícia Civil de São Paulo fez nesta terça-feira, 10, uma operação de busca e apreensão na casa do filho ex-presidente Marcos Lula da Silva, que mora em Paulínia (SP). A operação da polícia de Geraldo Alckmin se baseou apenas em uma denúncia anônima, de que no local poderia haver consumo de drogas.

Segundo a colunista Monica Bergamo, nada foi encontrado; policiais se retiraram, mas a mídia já tinha combustível para atacar o ex-presidente.

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, protestou contra a medida. "Tá demais isso. Chega a ser doentio! Uma denúncia anônima, NADA FOI ENCONTRADO*, mas como estampam nos sites e redes é sempre com viés difamatório. Que absurdo!", escreveu Gleisi em seu Facebook. 

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) também criticou a operação da Polícia Civil. "É um escândalo. Uma ação tabajara, onde nada foi encontrado, porque o objetivo é explícito: perseguir a família inteira de Lula e transformar a vida de todo mundo em um verdadeiro inferno. Esta ação deve ser repudiada com veemência e o governador Alckmin precisa tomar providências!", disse Lindbergh em vídeo. Assista abaixo: 

 

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/kAjoZ8SFtCs" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Fonte: Redação com 247