Brasil

BOLSONARO ADMITE SEU DESPREPARO PARA GOVERNAR

Publicado dia 13/10/2017 às 07h47min
O deputado Jair Bolsonaro (PSC), presidenciável da extrema-direita, admitiu a investidores americanos que não está preparado para governar o Brasil

O deputado Jair Bolsonaro (PSC), presidenciável da extrema-direita, admitiu a investidores americanos que não está preparado para governar o Brasil; "Tem muita gente mais preparada do que eu, mas no Brasil hoje o pessoal está alvejado", disse Bolsonaro, ao mencionar as investigações da Lava Jato; "Estendo a mão aos senhores. Entendam a minha inexperiência em algumas áreas, mas o mais importante é a vontade de acertar", disse o deputado, que tenta colar uma imagem de político liberal "amigo do mercado"

"Tem muita gente mais preparada do que eu, mas no Brasil hoje o pessoal está alvejado", disse Bolsonaro, ao mencionar as investigações da Lava Jato; "Estendo a mão aos senhores. Entendam a minha inexperiência em algumas áreas, mas o mais importante é a vontade de acertar", disse o deputado, que tenta colar uma imagem de político liberal "amigo do mercado".

O deputado repetiu lugares-comuns em favor da livre iniciativa. "O Custo Brasil é altíssimo, a burocracia é enorme, o número de horas para abrir uma empresa no Brasil acho que é... Estamos em primeiro lugar no mundo", observou. "Temos que ressuscitar o [ministro do Planejamento na ditadura militar] Helio Beltrão, né, mas revigorado, para desburocratizar o Brasil." 

O deputado, empatado em segundo lugar na disputa presidencial de 2018, de acordo com o Datafolha, desculpou-se por arroubos agressivos. "De vez em quando me perco nas palavras, sim, me perco, me perco, peço desculpas. Mas o nosso objetivo exatamente é o bem de todos", afirmou, no segundo evento.

Sobre política, Bolsonaro disse que "o Judiciário é um tanto quanto aparelhado também" e o Congresso, um "gargalo" para o Executivo em algumas matérias, mas afirmou contar com as bancadas da segurança, evangélica e do agronegócio (conhecidas como da bala, da bíblia e do boi) como sustentação. "Temos um sentimento muito grande que pode unir o Parlamento brasileiro."

As informações são da Folha de S. Paulo. 

Fonte: Redação com 247