Economia

Luciano Cartaxo debate Cidade Sustentável e avança na liberação de financiamento do BID

Publicado dia 30/11/2017 às 07h53min
“Este plano é um legado que vamos deixar para muito além das nossas gestões, um legado para as gerações futuras.

Já em fase avançada de liberação de um empréstimo de US$ 100 milhões, o equivalente a quase R$ 330 milhões, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, desembarcou em Florianópolis, Santa Catarina, na noite desta terça-feira (28) para participar do 4º Encontro de Prefeitos da Iniciativa de Cidades Emergentes e Sustentáveis (Ices), desenvolvida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Até sexta-feira (1), os prefeitos e equipes de gestores de Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Vitória (ES) e Palmas (TO) estarão reunidos novamente para a troca de experiência e acompanhar de perto o andamento dos projetos, que preveem a implementação de um conjunto de investimentos destinados a estruturar o desenvolvimento dos municípios ao longo dos próximos 30 anos.

De acordo com Luciano Cartaxo, o Cidade Sustentável é fruto de um minucioso trabalho de gestão e de planejamento de longo prazo.  “Estamos superando a crise com muito trabalho, mas atentos ao futuro, buscando investimentos de longo prazo”, diz ele. “Este plano é um legado que vamos deixar para muito além das nossas gestões, um legado para as gerações futuras. Por isso, estamos aqui para discutir questões práticas, monitorar os projetos e a liberação de recursos. Com planejamento, é possível garantir qualidade de vida para as pessoas”, ressalta.

A iniciativa do BID inclui também as cidades de Goiânia, Goiás, e Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. O plano de João Pessoa é o mais avançado do grupo, visto que já teve seus contratos de financiamento negociados no Brasil e aprovados pela direção do BID, em Washington, durante reunião com a presença do prefeito Luciano Cartaxo. E agora, como se trata de empréstimo internacional, tramita na Secretaria do Tesouro Nacional, órgão do Ministério da Fazenda, em Brasília, para que possa ser autorizada sua contratação.

Com os recursos, segundo o secretário da Receita de João Pessoa e coordenador do Projeto Cidade Sustentável no município, Adenilson Ferreira, serão implementadas 60 ações de grande porte para garantir a qualidade de vida na Capital paraibana ao longo das próximas décadas, quando atingirá a marca de um milhão de habitantes.

Ações como a construção de conjuntos habitacionais no Complexo da Beira Rio, envolvendo oito comunidades que serão completamente urbanizadas; a implantação da Escola de Governança e Gestão, que irá qualificar cada vez mais os profissionais da prefeitura; além de um investimento importante na segurança urbana e cidadã, por meio da instalação do Centro de Cooperação da Cidade (CCC), onde será unificado todo o monitoramento da cidade, do trânsito às equipes de prevenção de desastres naturais, entre outras ações.

Fonte: Redação com Secom