Paraiba

Programa Cinturão Verde atua beneficiando relação produtor e consumidor na Capital

Publicado dia 25/12/2017 às 10h04min
Em 2017, foi liberado um montante de R$ 836.500,00, que beneficiou 98 famílias produtoras.

Alimento de boa qualidade, saudável e com preço bom. Essa é uma combinação que qualquer consumidor deseja. E é possível quando existe uma relação direta com o produtor. O programa Cinturão Verde, colocado em prática pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda (Setrab), atua diretamente nessa relação, proporcionando mais qualidade de vida para os habitantes dos centros urbanos e geração de renda para os agricultores.

Há quatro anos, o programa, através do Banco Cidadão, funciona liberando crédito para que agricultores rurais da Capital cultivem alimentos agroecológicos e comercializem junto aos principais centros urbanos da cidade. Em 2017, foi liberado um montante de R$ 836.500,00, que beneficiou 98 famílias produtoras. O incentivo se estende, também, para aquisição de máquinas, equipamentos e implementos destinados à atividade agrícola.

“Esse incentivo é o diferencial”, resume com entusiasmo Walter Joaquim de Souza, presidente da Associação dos Produtores Agroecológicos de João Pessoa. “Os produtores conseguem o crédito para viabilizar a produção agrícola e ainda têm a ajuda logística da PMJP na hora de comercializar a mercadoria. Isso faz com que os produtores deixem de pagar a um atravessador, que compra a mercadoria mais barata para vender na cidade”, explica.

A Prefeitura de João Pessoa ajuda com a logística oferecendo um ônibus, que recebe a mercadoria e se transforma em feira itinerante, percorrendo diversos pontos da Capital. O resultado, segundo Walter Joaquim, é alimento saudável e acessível para os consumidores, com preço acessível e agricultores satisfeitos com o lucro proporcionado pelo programa. “Os alimentos vêm direto do campo e sem aditivos químicos para os consumidores. A Associação cuida de prestar conta de tudo junto aos produtores. Ou seja, tudo que é vendido é entregue para eles, que se preocupam só em produzir”, conclui.

O secretário adjunto da Setrab, José Gadelha Neto, destaca que o programa vem mudando o perfil da economia agrícola na Capital, agindo como mediador da relação entre consumidor e produtor rural. “É um incentivo à produção agrícola e, ao mesmo tempo, incentivo ao consumo de alimentos saudáveis. O programa atua em diversas vertentes, mas nesse aspecto, os ganhos são incomparáveis, tanto para os produtores quanto para os consumidores”, avalia.

Acostumada a comprar frutas e verduras em supermercados da Capital, a dona de casa, Maria Rosa, 45 anos, se surpreendeu quando viu a qualidade dos alimentos na feira itinerante do bairro do Bessa, pertinho da sua casa. “Da primeira vez que eu comprei foi por acaso, ia passando quando resolvi parar. Hoje, espero chegar a quinta-feira para comprar tudo aqui, que é bom, barato e de ótima qualidade”, garante.

 

Linha de Crédito e quem podem acessar:

Agricultores da zona rural de João Pessoa, atendidos pela diretoria de agricultura familiar da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda (Setrab), quando é aberto um período especial de inscrição.

Exigências para inscrição:

 – Estar regularmente inscrito junto a PMJP/Cinturão Verde

– Não ter nenhuma restrição no SPC/SERASA

 

Locais das feiras livres com a participação dos produtores beneficiados com o programa Cinturão Verde:

– José Américo, na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf) (quinta-feira).

– Bancários e UFPB (sexta-feira)

– Feira Agroecológica do Valentina de Figueiredo (Sábados e Domingos)

 

Feiras Itinerantes com o ônibus da PMJP:

Valentina Figueiredo – Praça do Campo da Marquise, terça-feira, das 15h às 18h;

Valentina Figueiredo – No contorno da Perimetral Sul, no Novo Milênio, terça-feira, das 15h às 18h;

Valentina Figueiredo – Parque do Sol, Rua João Maria, domingo, das 6h às 12h;

Manaíra – Praça Assis Chateaubriand, quarta-feira, pela manhã;

Cabo Branco – Busto de Tamandaré, pela manhã;

Bessa – Em frente a Escola Cidade Viva, à tarde;

Altiplano – Praça Central, pela manhã.

Fonte: Redação com Secom