Política

Sobrinhas do casal Ludgério ganham dos cofres públicos de CG mais de R$ 15 mil mensais

Publicado dia 25/01/2018 às 08h30min
Dona Cacilda e Manezinho Andrade posam felizes com as filhotas bem remuneradas

Portais de João Pessoa tratam como MESADA o mimo mensal que os titios Ivonete e Manuel Ludgério, respectivamente em Campina Grande presidenta da Câmara Municipal e Secretário-Chefe do Gabinete do Prefeito, presenteiam com dinheiro público as sobrinhas Brunna, Bárbara e Beatriz, tenras mocinhas filhas de Dona Cacilda de Andrade, cunhada da vereadora, que é prefeita de Barra de Santana, Cariri paraibano.

Segundo o “Polêmica Paraiba”, que estampou bela foto da primeira família barrasantanense e prints das remunerações das meninas, obtidos no Sagres do Tribunal de Contas do Estado, as filhotas da prefeita embolsam mais de R$ 15 mil por mês e não existe informação sobre contrapartida laboral.

Bárbara recebe pelo gabinete de Romero Rodrigues, onde o tio é chefe, mais de R$ 4.500,00.

Já Beatriz e Brunna foram nomeadas diretamente por Ivonete e recebem cada uma R$  5.500,00 da Câmara Municipal de Campina Grande.

O portal pessoense diz que nem a Câmara e nem os membros da família Ludgerio, procurados, quiseram falar sobre o assunto.

OUTROS PARENTES

Na folha de salários da CMCG ainda figuram vários outros parentes da vereadora Ivonete Ludgério e do seu esposo, Manuel.

Eliana Paula Farias Leal, por exemplo, casada com outro irmão de Ivonete, recebe R$ 2.000,00.  Há um sobrinho de Manuel Ludgério, Edmundo Amorim Borba, recebendo um supersalário como assessor da Câmara Municipal (R$ 11.200,00). E a procuradora da Casa, com salário superior a R$ 12 mil - Cassimira – é cunhada de Ivonete embora não tenha sido por ela nomeada já que foi admitida há anos quando o irmão presidia a Casa.

No Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) também consta que outra irmã de Manoel, a senhora Maria Elizabeth Alves Ludgério, ganha do Fundo Municipal de Saúde (FMS), cargo sem concurso indicado na atual gestão, R$ 7.948,00.

Fonte: Redação com Apalavraonline