Home Justiça Após pressão de senadores, Aras pede investigações ao STF com base no...

Após pressão de senadores, Aras pede investigações ao STF com base no relatório da CPI da Covid

Procurador geral da República, Augusto Aras, encaminhou pedidos de investigação, de inclusão dos fatos apurados em casos já em andamento no Supremo Tribunal Federal e enviou fatos para análise de outras instâncias da Justiça

(Foto: Antonio Augusto/Secom/PGR | STF | Edilson Rodrigues/Agência Senado)

247 – A Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou nesta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) dez pedidos de providências com base no relatório final da CPI da Covid no Senado, que pediu o indiciamento de 80 pessoas, sendo 13 com foro privilegiado, incluindo Jair Bolsonaro.

De acordo com o G1, entre as providência estão pedidos de investigação, de inclusão dos fatos apurados em casos já em andamento na Corte e o envio de fatos para análise de outras instâncias da Justiça.

O encaminhamento acontece na semana que senadores pressionavam o procurador-geral da República, Augusto Aras, sobre o andamento dos pedidos de indiciamento apresentados pelo relatório final da CPI.

Aras afirmou que iria encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF) todo o relatório e as provas apontadas pela CPI da Covid. “Nada do que foi encaminhado à PGR ficará na PGR. Tudo será remetido para a Suprema Corte”, afirmou Aras em entrevista à GloboNews. O relatório final do colegiado foi entregue à PGR no dia 27 de outubro.

Agora, os pedidos de providência da PGR foram distribuídos entre os ministros Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Roberto Barroso e Nunes Marques.

Postagem AnteriorDesaprovação a Bolsonaro bate recorde e 57% o consideram ruim ou péssimo
Próxima postagemSTF decide desbloquear bens de Lula após decisão arbitrária de juiz de Curitiba