Home Brasil E AGORA? ex-presidente do TSE diz que militares contribuíram com a criação...

E AGORA? ex-presidente do TSE diz que militares contribuíram com a criação das urnas eletrônicas

Para Carlos Veloso, ex-presidente do TSE, acusações contra urnas eletrônicas configuram má-fé: “25 anos de uso sem registro de fraudes”
Carlos Veloso, ex-presidente do TSE

Créditos: Marcelo Camargo / Agência Brasil
RevistaFórum
Por Raphael Sanz

Durante evento na UnB (Universidade de Brasília), o ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Veloso, afirmou que militares das Forçadas Armadas ajudaram na criação e implantação das urnas eletrônicas em 1996. Também qualificou como “má-fé” a conduta daqueles que, como o presidente Jair Bolsonaro, cometem ataques e divulgam mentiras e teorias da conspiração contra o sistema eleitoral e as urnas.

“São mais de 25 anos de uso [das urnas eletrônicas] sem nenhum indício de fraude”, afirmou Veloso na Reunião Anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência).

Veloso ainda contou que na época da implantação das urnas eletrônicas o TSE buscou apoio da comunidade científica, incluindo instituições e cientistas ligados às Forças Armadas, e ainda criticou o discurso do atual Ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, que afirmou que os militares deveriam interferir no sistema eleitoral.

“Eu me espanto quando, a essa altura, um ministro da Defesa faz sugestões, sendo que os militares colaboraram com muita competência e muita decência naquela época. Mas eram outros tempos,” explicou Carlos Veloso, ex-presidente do TSE.

Postagem AnteriorRICARDO BARBOSA ACOMPANHA CONCLUSÃO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA EM SERRA DA RAIZ
Próxima postagemMais uma conquista do governo diabólico de Bolsonaro: alimentos sem prazo de validade