Home Brasil Militares recusam convite do TSE para participar de teste da urna eletrônica

Militares recusam convite do TSE para participar de teste da urna eletrônica

72
0

Setores das Forças Armadas consideram que o sistema pode ter falhas e comprometer resultados das eleições em 2022


247 – Por considerar que o modelo atual de votação pode ter falhas e afetar o resultado das eleições em 2022, militares se recusam a participar de teste da urna eletrônica programado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

A avaliação dos militares é de que uma participação das Forças Armadas daria credibilidade ao teste e à segurança da urna, algo que tem sido contestado internamente.

É cada vez mais presente nas Forças Armadas a percepção de que o sistema de votação brasileiro é vulnerável a ataques externos e internos.

Uma breve manifestação nesse sentido já foi feita pelo general Heber Portella, representante da pasta na Comissão de Transparência das Eleições, durante a segunda reunião do colegiado no dia 4 de outubro, informa a CNN.

Segundo fontes militares, ele manifestou algumas preocupações com o modelo atual de votação, refletindo o debate interno que as forças têm feito sobre o sistema eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui