Home Entretenimento Mulher foi presa por xingar Bolsonaro de “noivinha do Aristides”. Entenda o...

Mulher foi presa por xingar Bolsonaro de “noivinha do Aristides”. Entenda o significado

Prisão arbitrária aconteceu na cidade de Resende (RJ), onde Bolsonaro foi participar de formatura de militares

Jair Bolsonaro (Foto: Polícia Rodoviária Federal)

247 – A prisão arbitrária de uma mulher que protestou contra Jair Bolsonaro, na cidade de Resende (RJ), se deu por motivo inusitado e arbitrário. O “insulto” foi chamá-lo de “noivinha do Aristides”. Confira, abaixo, o significado e saiba mais:

Thiago Brasil
@ThiagoResiste
Uma mulher foi PRESA por xingar Bolsonaro ontem. Isso é ditadura ou não?

Agora já sabem, quem xingar o Bolsonaro de “noivinha do Aristides” (que foi instrutor de judô dele no exército) vai PRESO!

Não chamem o Bolsonaro de “noivinha do Aristides” porque dá cadeia!

Uma mulher de 40 anos foi detida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste sábado (27) após xingar Jair Bolsonaro.

O chefe do governo estava em Resende, no Rio de Janeiro, para participar de um evento na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e foi até a margem da Via Dutra para acenar para motoristas e cumprimentar policiais.

A mulher, que passava de carro pelo local naquele momento, proferiu xingamentos contra Bolsonaro. Momentos depois seu carro foi abordado pela PRF e a mulher foi detida por injúria contra o presidente da República.

Nos Trends Brasil
@nostrendsbrasil
Aristildes – Bolsonaro manda PF prender mulher que gritou “noivinha do Aristides”. O sargento Aristides era instrutor de judô na AMAN, no tempo em que ele foi cadete.